HOMEPAGE  |  COLECÇÃO  |  ARTE PORTUGUESA  |  OURIVESARIA
 
   

 


Porta-Paz
Ourivesaria Portuguesa
Primeiro quartel do século XVI
Prata dourada, relevada, cinzelada e fundida com cinco cabochões de jacintos
Alt. 20 x larg. 11 cm
Provém da Sé do Funchal
MASF62





Porta-Paz que apresenta a estrutura arquitectónica de um pórtico renascentista. Sobre a base assentam duas pilastras que sustentam entablamento encimado por um frontão fantasiado cujo remate é uma figura.
A base ou predela moldurada é decorada com motivos vegetalistas relevados e três cabochões de jacintos.
Ao centro, sob as arcarias, o episódio dos Reis Magos, ladeado pelas pilastras de decoração vegetalista, de raiz plateresca, que sustentam os arcos abatidos. A cena da Adoração apresenta figuras perspectivadas, vendo-se ao fundo três estandartes. Na parte superior, sobre a pilastra central uma cabeça de menino, provavelmente um Menino Sol, em medalhão moldurado.
As pilastras coríntias da estrutura arquitectónica apresentam decoração de flores estilizadas nas três faces. O espaço da composição está dividido em pequenos segmentos. A decoração é igual à da base.
O entablamento, de composição vegetalista semelhante às pilastras, tem nas extremidades dois jacintos iguais aos da base, mas de menor tamanho.
A parte superior apresenta um fantasioso frontão formado por dois anjos, em que parte do corpo é de formação vegetal, apoiados ao escudo nacional coroado, que ocupa o eixo da composição. Os anjos seguram um ser fantástico, supostamente um golfinho, com corpo e cauda vegetalista. As cabeças dos animais estão apoiadas nas extremidades do entablamento. A rematar uma figura danificada e sem cabeça.
No reverso existe uma pega fundida e cinzelada que tem como remate inferior um mascarão.
O porta-paz foi uma oferta do rei D. Manuel à Sé do Funchal: um porta-paz dourado e lavrado de bastiães que tinha cinco jacintos grandes e pesava três marcos e uma onça.1
O inventário de 30 de Agosto de 1644 acusa uma paz dourada com cinco pedras faltando-lhe a cabeça que quebrou e aí está.2
Esta peça figurou nas exposições: Janelas Verdes em 1949; Ourivesaria Sacra no Convento de Santa Clara, 1951; Valladolid, 1994; Cristo Fonte de Esperança Porto, 2000.

1 Torre do Tombo, Manuscritos da Sé maço 7, em PITA FERREIRA, A Sé do Funchal, p. 177.
2 Livro dos inventários da Sé, p. 85, em PITA FERREIRA, A Sé do Funchal, p. 178
.

INFORMAÇÕES  |  CONTACTOS  |  LINKS  |  MAPA DO SITE  |  FAQ'S  |  ENGLISH VERSION  
Rua do Bispo, 21  |  9000-073 Funchal  |  Madeira - Portugal  | Tel.: +351 291 228 900  |  Fax: +351 291 231 341  |  Email: masf@netmadeira.com
© Museu de Arte Sacra do Funchal. Todos os direitos reservados.  |  
Créditos  |  Última actualização: 22 Março 2007